Até a maior das árvores, um dia foi semente e o melhor dos Chef um dia foi aprendiz

Ao realizar um dos módulos da Pós Graduação em Gastronomia, tive o dissabor de ver entre os meus colegas de aula uma realidade que não imaginava na área da Gastronomia, pois sempre tive a ilusão de que este universo onde levamos sonhos e tanto carinho, não poderia ser contaminado por tanto pedantismo e falta de espírito em equipe. A primeira atitude que demonstrou este fato foi no primeiro dia de aula prática, eu faço parte de 14% dos alunos que não fizeram a graduação em gastronomia e ao invés de receber apoio nas dúvidas, recebi apenas a frase “você não é Chef, não deveria estar aqui.”, outros fatos me mostraram a realidade obscura da gastronomia que foi o fato de que a turma rapidamente formou seus grupinhos e se recusavam em trocar idéias e material, poucos ajudavam uns aos outros e na maioria das vezes quando isso acontecia era por interesse.

Terminei o módulo procurando conhecer um pouco da técnica de cada um, ajudei no que eu podia e apesar de não conseguir fazer doces requintados finalizei sem nenhum contratempo mais esta etapa.

Brigada Pós Graduação CIESA 2017

Após o curso procurei entender mais o que era realmente ser um Chef e descobri que todos os alunos mesmo aqueles que fizeram a graduação de gastronomia e trabalhavam em um restaurante não podiam ser chamados exatamente de Chef, pois ser Chef de Cozinha é muito mais que uma faculdade ou uma Pós Graduação (3 Chef que estão entre os 5 maiores do mundo não fizeram faculdade de gastronomia), ser Chef de Cozinha é ser um líder dentro e fora de uma cozinha é o responsável por toda a harmonização do Balcão para trás, não é apenas um bom cozinheiro, mas sim, um bom Chef é um excelente cozinheiro, pois tem que ter em sua mente os sabores, as texturas e combinações possíveis de cada ingrediente. Até mesmo o mais famoso curso de culinária do mundo o Le Gordon Blue fala que no término do curso o aluno não se torna um Chef, somente depois de 10 anos de trabalho no ramo que poderá ser chamado realmente de Chef.

Até a maior das árvores, um dia foi semente!
Não queira apressar as coisas, tudo tem seu tempo, seu momento e hora.
Quando se apressa uma árvore a crescer, ela pode definhar ou até mesmo crescer para onde não queres que cresça.
Vá sem pressa, andando, plantando e sentindo o cheiro da terra, o vento no rosto e apreciando a paisagem.
O que planta com pressa perde o privilégio de coisas simples, e acaba perdendo a essência que teve ao dar o primeiro passo.
A pressa não é inimiga da perfeição, a pressa é contra os planos de Deus, porque Deus tem o tempo certo de fazer florescer cada semente, e no tempo certo, a árvore não é só mais um, é aquela que se destaca por ter tido Deus desde o plantar até o crescer. [Yla Fernandes]

Para aqueles que procuram as publicações de gastronomia em meu Blog podem ter a certeza de que irei levar para vocês todo o meu conhecimento, na área de assessoria gastronômica e segurança alimentar, pois tenho a convicção que temos que compartilhar nossos conhecimentos e ajudarmos mutuamente uns aos outros.

Então posso falar para todos, eu não quero ser um Chef de Cozinha, quero apenas ser um Amante da Culinária, um Alquimista dos sabores e poder apreciar cada momento que tenho ao realizar uma refeição e ver no final o sorriso e a aprovação de quem apreciou da minha arte.

About Marco À Souza 6 Articles
Pai de 3 lindos filhos, conseguiu escapar da área de Projetos de TI para se entregar ao apaixonante universo da Gastronomia! Ajuda as pessoas com assessoria para a realizações de seus sonhos culinários e se considera um Amante da Gastronomia, um Alquimista de Sabores!

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*